02 dezembro 2012

Critério para Escolha de um Método de Ensino

A escolha de um método (trabalho em grupo, solução de problemas, projetos, psicogenético, estudo dirigido, fichas didáticas, instrução programada) é uma etapa muito importante dentro do Planejamento de Ensino. Não existe método certo ou errado, cada qual tem a sua valia, dependendo do contexto. Para essa escolha, o professor deve seguir os seguintes critérios, que foram idealizados por Claudino Piletti, no livro Didática geral, apresentados abaixo:


ver mais

Método de Solução de Problemas

Esse método consiste em levantar problemas como forma de ensinar e resolver os problemas como forma de aprender. A resolução dos problemas estimula o pensamento na busca de soluções.

Esse método segue os seguintes princípios:
  • Ao explicar para o aluno o porquê das coisas, faz com que ele adquira o hábito de reflexão;
  • O professor deve passar conteúdos que despertem a curiosidade do aluno;
  • Os problemas passados devem ter aplicações na vida;
  • Os problemas devem ser motivadores, isto é, serem apresentados de forma atraente;
  • Devem ser levantadas possíveis alternativas para a solução do problema e posteriormente analisadas e as melhores selecionadas;
  • O professor deve sempre orientar os alunos, fazer intervenções e explicações necessárias.
ver mais

Mapas Conceituais

Os mapas conceituais funcionam como diagramas, em que os conceitos são ligados por palavras, auxiliando a ordenação e a hierarquização dos conteúdos de ensino.

Joseph Novak, baseado nas teorias de David Ausubel sobre a aprendizagem verbal significativa, criou os chamados "mapas conceituais". Para Ausubel,  as informações no cérebro humano se organizam hierarquicamente, em que os conceitos específicos são ligados por conceitos gerais.

Ausubel, nessa teoria, aborda o termo "ancoragem", ou seja, a maneira de como o aluno constrói novos conhecimentos, baseados nas suas ideias cognitivas prévias. "A estrutura cognitiva está sempre se reestruturando com a relação dos novos conhecimentos interagindo com os anteriores. Essa interação é a chamada aprendizagem significativa, porque a aprendizagem implica em modificações na estrutura cognitiva, ou seja, é um processo de amadurecimento".


Extraído de: Curso de Planejamento de Ensino
ver mais

Plano Ensino-Aprendizagem

Planejar é prever antecipadamente algo futuro. Para tanto é preciso conhecer o presente, a realidade atual. Esta funciona como um ponto de partida e vai revelar quais são nossas deficiências, quais são os objetivos ainda não alcançados e que almejamos alcançar.

Eis um esquema bastante interessante para auxiliar a relação ensino-aprendizagem. 


ver mais

Planejamento Educacional

O ato de planejar está no inconsciente de muitas pessoas. Muitas delas, fazem-no automaticamente. Poucas, porém, sabem o que é realmente planejar. 

Os atos do ser humano podem ser aleatórios ou planejados. Agir aleatoriamente significa "ir fazendo as coisas", sem ter clareza de onde se quer chegar; agir de modo planejado significa construir metas e esforçar-se para alcançá-las.

Segundo a definição do dicionário Houaiss, planejar é elaborar um plano, projetar. Organizar um plano ou roteiro. Ter a intenção ou pretender algo. O planejamento nos ajuda a traçar metas de onde, como e o porquê de se alcançar determinados objetivos. O planejamento funciona como um facilitador, pois ajuda a alcançar metas preestabelecidas.

O planejamento é arte de elaborar metas e saber como executá-las eficazmente. É uma ferramenta que requer muitas atividades: análise, reflexão, previsão, coerência, sequência, flexibilidade, conhecimentos e competências. Frente às novas situações ou como instrumento de mudança e melhoria, lá está o planejamento. Planejar é acreditar nas mudanças, ter vontade de crescimento e aceitar os erros. 

No ensino, planejar é prever os acontecimentos a serem trabalhados e organizar atividades voltadas para o ensino-aprendizagem. É rever as estratégias, incorporar novas metodologias e acompanhar as mudanças educacionais. Funciona também na superação de rotina e como um motivador tanto para quem ensina, pois sabe o que vai alcançar, qual direção tomar e também para quem aprende, pois consegue enxergar o propósito do que está aprendendo. Assim, entende-se, portanto, o planejamento como um processo de grande importância para alcançar um fim previsto.

Extraído deCurso de Planejamento de Ensino


ver mais

01 dezembro 2012

Ciclo PDCA (Plan-Do-Check-Act)

Para ilustrar de maneira mais clara a relação do processo de avaliação com o planejamento, utilizaremos o ciclo PDCA (Plan-Do-Check-Act). O ciclo PDCA é uma sequência de ações que podem ser utilizadas para controlar algum processo. É uma ferramenta muita utilizada atualmente em empresas, na organização de projetos, mas também cabe no ambiente escolar para auxiliar a organização do planejamento e mostra a avaliação como processo contínuo. Seu nome deve-se a abreviatura de verbos em inglês:

Plan (Planejar): consiste em estabelecer metas e objetivos, bem como os métodos os quais serão utilizados para que sejam realizados;

Do (Executar, fazer): é a etapa de implementação de acordo com o que foi estabelecido anteriormente no planejamento;

Check (Verificar, checar): avaliar os dados e medir se os objetivos e metas foram alcançados da forma desejada;

Act (Agir): definir quais as mudanças necessárias para garantir a melhoria
contínua do projeto.




Extraído deCurso de Planejamento de Ensino

ver mais

Cone do Aprendizado

Existem algumas pesquisas, desenvolvidas pelo professor Edgar Dale (1900-1985), que são internacionalmente conhecidas, e tratam do impacto dos recursos didáticos na aprendizagem. O mais famoso conceito desenvolvido por Dale nessas pesquisas foi o Cone do aprendizado, é também chamado de cone da experiência, pois demonstra como esses recursos se relacionam com a aprendizagem. Vejamos o cone:





ver mais

Curso de Planejamento de Ensino

Os desafios do professor começam durante o Planejamento das aulas: diante dos conteúdos, deverá optar pelos recursos didáticos que serão utilizados. Um planejamento bem feito economiza tempo e dá tranquilidade durante as aulas.

Embora valioso, o planejamento costuma pressionar e angustiar os professores, pois dadas as dificuldades diárias que os docentes enfrentam, se não for elaborado com cuidado, ele pode tornar-se inadequado ou desacreditado.

Para facilitar a execução de bons Planejamentos de Ensino, a equipe do Cursos 24 Horas desenvolveu este curso.

Aprenda tudo por meio de vídeo-aulas dinâmicas e interativas, com um tutor virtual, exemplos e exercícios.

Para mais informações, clique no link abaixo.

ver mais