09 outubro 2021

Provérbios - em Inglês

Admiration is the daughter of ignorance.

Adversity makes man, but prosperity makes monster.

He who does not look ahead remains behind.

Appearances are deceptive. (aparências são enganadoras)

April and May, the keys of the year.

Authority compels not to do good, but prevents from doing ill.

If authority has no ears to listen it has no head to govern.

Be not a baker if your head be of butter. (manteiga).

No one goes to bed without learning something new.

A bee (abelha) was never caught in a shower. (enxurrada)

In every beginning think of the end.

A bird in the hand is worth two in the bush (bosque).

Don't cross your bridges before you get to them.

(don't worry about future problems before you need to)

Don’t count your chickens before they are hatched.

(don't start making plans for something until it is a reality, rather than a pleasant speculation)

A clear conscience makes a self pilllow. (almofada)

A clear conscience is the best guest of the house.

Talk of conscience and you will having not to eat.

Death levels (nivela) all men.

Desesperation is the mistress of the impossible.

He begins to die who quits (renuncia) his desires.

What is much desired is not believed when it comes.

Everyone has his own devil, and some have two.

The devil is not always behind the door.

All things are difficult before they are easy.

He who knows not how to dissemble knows not how to command.

Do as you would be done by.

Do what is right and lawful, and do it a thousand times a day.

When one door is shut, a hundred is opened.

Duty before pleasure.

Easy does it. (com calma vai)

To err is human; to forgive, divine.

An old error has more friends than a new truth.

Example is better than precept. (preceito)

If the evil will not leave you, leave it.

Of two evils chose the less.

Fair and softly goes far.

Where there is no fear, there is no respect.

The first step is the most difficult one.

Everyone knows what fits (convém) him.

The friend looks at the head, the enemy at the foot.

Friends and books should be few and good.

No gains without pains. (trabalho)

He gives twice who gives without delay.

Do the likeliest and God will do the best.

Danger past, God forgotten.

Fear God and him who fears God.

For a web (teia) God sends the thread (linha).

God is an enemy to excess.

God looks to clean hands, not to full ones.

God writes straight on crooked lines.

God sends fortune to fools.

If God orders you to pull, He will give you a rope; if He wants you to ride, He will give you a horse.

If you fear God you will not fear man.

If you have God as your protector, what affliction have you.

Nothing without God.

Spend and God will send; spare (economiza) and ever bare (descobrir).

The grace of God is gear (engrenagem) enough.

The best trading is with God.

The voice of the people is the voice of God.

There must be no patience when God says haste.

What can your enemies do if you enjoy de favour of God?

When God corrects He greatly afflicts.

Without God and concord nothing can be done.

He who is not good to himself, how can he be good to others?

The good are always prone to tears.

A good appetite needs no sauce. (molho)

If you would be a good judge, pay attention to what everyone says.

A good maxim is never out of season.

All good things come to those who wait.

Good things come to some people while they sleep.

Grief (aflição) pays no debt.

A guest and a fish after three days are poison.

The only happy man is he who thinks he is.

Haste comes of the evil one; leisure from God.

The hasty leaps over his opportunities.

A big head, a big headache.

A head with tongue is more costly.

The heart has no secret which our conduct does not reveal.

Hunger is the best relish (tempero) for food.

Inactivity rusts the mind.

A Journey of a thousand miles began with a simple step. (Taoísmo)

Learn the past and you will know the future.

First learn, then form opinions.

Much have I learned from my masters, more from my colleagues, most from my disciples.

What is learned in the cradle (berço) lasts till the tomb. (túmulo)

A thousand learnings are not worth one seeing.

Collect at leisure to use in haste.

Done leisurely, done well.

Liberty is from God, liberties from the devil.

Little will grow to much.

Too little and too much spois everything.

Cease to struggle and you cease to live

He who love fears, and he who fears loves not.

Moderation is a good thing, but don't be immoderate about it (don't overdo it)."

It doesn't matter whether you are right ou not; if you have no money you are wrong.

Money cannot buy things that are not for sale.

Love can do much; money everything.

With money you are a dragon; without it a worm.

Govern your mouth according to your purse.

Necessity breaks or changes law.

Necessity is the mother of invention.

Necessity knows no law.

Love your neighbour, but don’t pull down the fence.

Never mind, the day of reckoning will come.

Never quarrel with Providence.

Never quit certainty for hope.

A "no" in time is better than a late "yes".

By searching the old, learn the new.

In old men there is no taste, in young no insight.

Old saws (aforismos) speak truth.

Form your opinion of a man from his question rather than from his answers.

The gods cannot help a man who loses opportunities.

As the pains, so the gains.

Paper suffers everything.

You may put anything on paper.

Perseverance is mother of sucess.

No man is a prophet in his own country.

A proverb is the key of the thought.

A frequent review of proverbs should enter into our reading.

Death and proverbs love brevity.

Proverb is an old word.

Proverbs are not vain words.

Proverbs are the daughters of daily experience.

Proverbs are the wisdom of the ages.

The genius, wit, and spirit of a nation are discovered in its proverbs.

Quality matters more than quantity.

A good question is like one beating a bell.

Nothing is more eloquent than ready money.

Religion destroys evil, morality merely hides it.

Nothing is better than resignation.

Don't consider your reputation and you may do anything you like.

Two things rule the world: reward and punishement

Self-praise is no recommmendation.

Silence is golden, speech is silver.

Work as a slave, and eat as a lord.

Sooner said than done.

Speak little with others, much with yourself.

Let writings speak and mouth be silent.

Speech is the messenger of the hurt.

Spend and God will send.

Some study shows the need for more.

A suffer soon becomes a great talker.

Suffer much or die early.

Sufferings are lessons.

There is always one who suffers.

Who suffers lives long.

Let not the sun go down upon your wreth. (Não deixes que a tua ira dure mais do que um dia)

Everyone to his own taste.

Talk if you wish to be known

A talkative man son consoles himself.

He thinks not who reflects not.

He who thinks well need not think much.

He who has time and waits, time will come when he repents (arrepender-se).

Don't put off till tomorrow, what you can do today.

The remedy of tomorrow is too late for the evil of today.

Accustom they tongue to say "I know not".

Everything comes to him who waits.

Hidden wisdom is a buried treasure.

No one is wise alone.

The wise make more use of their enemies than fools of their friends.

The wise seek wisdom, a fool has found it.

A wise man may live anywhere.

The wise man never says "I did not think".

Wise man care not for what they cannot have.

The wise man doesn't tell what he does, but never does what cannot be told.

The wise man never says "I did not think".

When the wise man makes an arm of this tongue, he makes it a shield and not a sword.

The wish is father to the thought.

If you have nothing to do, be a witness.

He who cannot have what he would like should like what he can have.

He who doesn´t look ahead remains behind.

He who has no shame before the world has no fear before God

Words have no boundaries.

Everyone is the son of his own works.

30 setembro 2021

Algumas Atitudes que o Orador Espírita deve Evitar

Falar sem antes buscar a inspiração dos Bons Espíritos pelos recursos da prece.

Desprezar as necessidades dos circunstantes.

Empregar conceitos pejorativos, denotando desrespeito ante a condição dos ouvintes.

Introduzir azedume e reclamações pessoais nas exposições doutrinárias.

Atacar as crenças alheias, conquanto se veja na obrigação de cultivar a fé raciocinada, sem endosso a ritos e preconceitos.

Esquecer as carências e as condições da comunidade a que se dirige.

Censurar levianamente as faltas do povo e desconhecer o impositivo de a elas se referir, quando necessário, a fim de corrigi-las com bondade e entendimento.

Situar-se em plano superior como quem se dirige do alto para baixo.

Adotar teatralidade ou sensacionalismo.

Veicular consolo em bases de mentira ou injúria, em nome da verdade.

Ignorar que os incrédulos ou os adventícios do auditório são irmãos igualmente necessitados de compreensão quais nós mesmos.

Fugir da simplicidade.

Colocar frases brilhantes e inúteis acima da sinceridade e da lógica.

Nunca encontrar tempo para estudar de modo a renovar-se com o objetivo de melhor ajudar aos que ouvem.

Ensinar querendo aplausos e vantagens para si, esquecendo-se do esclarecimento e da caridade que deve aos companheiros.

“Ide e pregai o Reino de Deus”, conclamou-nos o Cristo. E o Espiritismo, que revive o Evangelho do Senhor, nos ensina como pregar a fim de que a palavra não se faça vazia e a fé não seja vã. 

(Cópia do capítulo 37 do livro Estude e Viva, pelos Espíritos Emmanuel e André Luiz, psicografia de Francisco Cândido Xavier, copyright 1965. 

01 dezembro 2020

Redes Sociais: Seguir ou Ignorar?

Jaron Lanier, cientista, músico e escritor, mais conhecido pelo seu trabalho em realidade virtual e sua defesa do humanismo e da economia sustentável no contexto digital, enumerou dez argumentos para nos incentivar a excluir as nossas redes sociais.

Os argumentos são:

1) Você está perdendo e seu livre-arbítrio;
2) Largar as redes sociais é a maneira mais certeira de resistir à insanidade dos nossos tempos;
3) As redes sociais estão tornando você um babaca;
4) As redes sociais minam a verdade;
5) As redes sociais transformam o que você diz em algo sem sentido;
6) As redes sociais destroem sua capacidade de empatia;
7) As redes sociais deixam você infeliz;
8) As redes sociais não querem que você tenha dignidade econômica;
9) As redes sociais tornam a política impossível;
10) As redes sociais odeiam a sua alma.

O uso do smartphone deixa-nos vulneráveis à rede de computadores, pois estamos sendo monitorados a cada instante, e consequentemente inseridos nos algoritmos dos detentores das redes sociais, tais como, Twitter, Facebook. Acrescentemos, também, o Google e as diversas ferramentas que nos oferece. Somos uma espécie de animal de laboratório. 

Eis dois depoimentos interessantes:

"Precisamos lhe dar uma pequena dose de dopamina de vez em quando, porque alguém deu like ou comentou em uma foto ou uma postagem, ou seja lá o que for (...) Isso é um circuito de feedback de validação social (...) exatamente o tipo de coisa que um hacker como eu inventaria, porque explora uma vulnerabilidade na psicologia humana (...) Os inventores, criadores — eu, Mark [Zuckerberg], Kevin Systrom no Instagram, todas essas pessoas —, tinham consciência disso. E fizemos isso mesmo assim (...) isso muda a relação de vocês com a sociedade, uns com os outros (...) Isso provavelmente interfere de maneiras estranhas na produtividade. Só Deus sabe o que as redes sociais estão fazendo com o cérebro de nossos filhos." (Sean Parker, primeiro presidente do Facebook)

"Criamos ciclos de feedback de curto prazo impulsionados pela dopamina que estão destruindo o funcionamento da sociedade (...) Nenhum discurso civil, nenhuma cooperação; apenas desinformação, inverdades. E não é só um problema americano — não se trata de anúncios russos. É um problema global (...) Sinto uma culpa tremenda. Acho que, no fundo, todos nós sabíamos — embora tenhamos fingido que provavelmente não seríamos surpreendidos por nenhuma consequência ruim. Acho que, bem, bem lá no fundo, nós meio que sabíamos que algo ruim poderia acontecer (...) Então neste exato momento nos encontramos em uma situação realmente ruim, na minha opinião. Isso está erodindo o alicerce de como as pessoas se comportam umas com as outras. E não tenho nenhuma solução boa. Minha solução é: não uso mais essas ferramentas. Não uso há anos." (Chamath Palihapitiya, ex-vice-presidente de crescimento de usuários do Facebook)

O maiores problemas das redes sociais são a disseminação da mentira como se fosse verdade e o incentivo ao vício. Nesse caso, façamos uma avaliação racional das informações oferecidas para não sermos hipnotizados pelos seus criadores.

LANIER, Jaron. Dez Argumentos para você Deletar Agora suas Redes Sociais. Tradução de Bruno Casotti. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2018.

12 outubro 2020

Algoritmos e Redes Sociais

Qual a função dos algoritmos? Amealhar dados sobre nós a cada segundo. Eis alguns deles: tipo de links que clicamos, vídeos que vimos até o fim, a rapidez com que pulamos de uma coisa a outra. Eles correlacionam o que fazemos com o que quase todas as outras pessoas têm feito. Os anúncios em jornais e televisão são gerais. Diferem, assim, dos anúncios nas redes sociais, que são adaptados a cada indivíduo. É uma espécie de modificação de comportamento em escala gigantesca.

Não faz muito tempo, poderíamos nos candidatar a um experimento psicológico de alguma universidade. Na sala de testes, é possível que nos observassem por meio de um espelho falso. Hoje, as redes sociais o fazem sem constrangimento. Muitas vezes estamos sendo cobaias, mas não percebemos. Há, assim, uma vigilância generalizada e a manipulação constante. 

Sean Parker, primeiro presidente do Facebook, disse certa vez que "precisamos lhe dar uma pequena dose de dopamina de vez em quando, porque alguém deu like ou comentou em uma foto ou uma postagem, ou seja lá o que for". Chamath Palihapitiya, ex-vice-presidente de crescimento de usuários do Facebook, por sua vez, disse: "criamos ciclos de feedback de curto prazo impulsionados pela dopamina que estão destruindo o funcionamento da sociedade". 

Para que as redes sociais ganhem dinheiro, elas precisam estimular a modificação de comportamento. Para tanto, elas podem usar técnicas que estimulam a criação de vícios. Depois de viciados, esses indivíduos vão perdendo gradualmente o contato com o mundo e as pessoas reais. Quando muitos estão viciados em esquemas manipuladores, o mundo se desmorona. A dopamina é um neurotransmissor que age no prazer e é considerado crucial para mudanças comportamentais em resposta à obtenção de recompensas. 

Nas redes sociais, os algoritmos costumam ser adaptáveis. Se um algoritmo descobre que fazemos uma compra depois de ver um anúncio por 5 segundos, eles testam se não faríamos a mesma compra em quatro segundos. Nós mesmos fornecemos o material para ele usar a "nosso favor", quando essa ação transforma-se, na maioria da vezes, em vício. 

O vício transforma-nos em zumbis, comprometendo o nosso livre-arbítrio. Não há ninguém livre dele, mesmo com a boa quantidade de livros de autoajuda que tivermos lido. O problema é quando esse comportamento fica à mercê exclusivamente dos manipuladores invisíveis e algoritmos indiferentes. Um alerta: pense nos bilhões de dólares que esses manipuladores recebem, dinheiro esse proveniente daqueles que estão tentando mudar o nosso comportamento. 

Sugestão do autor: "Para se libertar, ser mais autêntico, menos viciado, menos manipulado, menos paranoico... por todos esses motivos maravilhosos, delete suas contas nas redes sociais".

Fonte de Consulta

LANIER, Jaron. Dez Argumentos para você Deletar Agora suas Redes Sociais. Tradução de Bruno Casotti. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2018.



11 outubro 2020

Internet: Traços Históricos

A história da Internet exalta a capacidade que os seres humanos têm de superar barreiras burocráticas e institucionais em vista de um mundo novo. Mostra que cooperação e liberdade de informação são mais propícias à inovação do que a competição e os direitos de propriedade.

As origens da Internet podem ser encontradas na Arpanet, uma rede de computadores montada pela Advanced Research Projects Agency (ARPA) em setembro de 1969. O objetivo era montar uma rede interativa de computadores. Para que pudessem falar umas com as outras, as redes de computadores precisavam de protocolos de comunicação padronizados. Em 1973, criou-se o protocolo de controle de transmissão (TCP). Em 1978, acrescentou-se o protocolo intrarrede (IP), o que gerou o protocolo TCP/IP, o padrão segundo o qual a Internet continua operando até hoje.

O governo dos EUA abre a Internet à iniciativa privada. Em 1990 muitos provedores de serviços da Internet montaram suas próprias redes, fazendo com que a Internet crescesse rapidamente como uma rede global de redes de computadores. O que permitiu à Internet abarcar o mundo todo foi o desenvolvimento da www. Em 1991, Berners-Lee teve participação importante, pois implementou o software que permitia obter e acrescentar informação de e para qualquer computador conectado através da internet: HTTP e URL. Daí, o sucesso do Navigator.

Assim, em meados da década 1990, a Internet estava privatizada e dotada de uma arquitetura técnica aberta, que permitia a interconexão de todas as redes de computadores em qualquer lugar do mundo; a www podia então funcionar com software adequado, e vários navegadores de uso fácil estavam à disposição do público. Vemos que a Internet se desenvolveu num ambiente seguro, propiciado por recursos públicos e pesquisa orientada para missão, mas que não sufocava a liberdade de pensamento e inovação.

Como qualquer pessoa podia se ligar à Internet, muitas inovações foram surgindo: e-mail, salas de chat, o MODEM e, finalmente, o hipertexto. A lição que fica é que os usuários são os principais produtores da tecnologia. No caso da Internet, as modificações introduzidas são transmitidas de volta ao mundo inteiro em tempo real. 

Três condições são necessárias para o êxito da Internet: 1) a arquitetura de interconexão deve ser ilimitada, descentralizada; 2) todos os protocolos de comunicação e suas implementações devem ser abertos, distribuídos e suscetíveis de modificação; 3) as instituições de governo da rede devem ser montadas em conformidade com os princípios, enraizados na Internet, da abertura e da cooperação.

Fonte de Consulta

CASTELLS, Manuel. A Galáxia da Internet: Reflexões sobre a Internet, os negócios e a sociedade. Tradução de Maria Luiza X. de A. Borges. Zahar. 

06 agosto 2020

Peso e Auto-Hipnose

Questão: como reduzir o peso por meio da auto-hipnose?

A redução e o controle do peso de uma pessoa têm muito a ver com a imaginação e a auto-hipnose. Para início de conversa, a imaginação é muito mais poderosa que a força de vontade, pois no organismo é ela quem ocasiona os estímulos: imagine uma comida saborosa (bife bem passado, por exemplo) e logo virá água à boca. A força de vontade, por si só, não ocasiona a formação de saliva.

Falar consigo mesmo é um exercício de imaginação. Observe a inutilidade da força de vontade nas pessoas viciadas em drogas.

A frase de Emile Coué, psicólogo francês, "Dia a dia, de todas as maneiras, estou me sentindo cada vez melhor", é recomendada para mudar as respostas automáticas do subconsciente. 

Ideias de visualizações: visualize-se mais magro. Visualize o movimento do pêndulo. Acompanhe pela imaginação a ida e a vinda do pêndulo. 

Em se tratando do relaxamento, há dois métodos populares: o método sensorial e o motor. No método sensorial, usa-se a fantasia para imaginar a nós mesmos num cenário de paz, beleza e tranquilidade, tal como uma praia no Havaí. No método motor, usa-se a fantasia para imaginar-se num estado de pesada, rígida e letárgica imobilidade muscular. 

As causas de comer em excesso são tão diversificadas quanto o problema da vida — variam desde a falta de dinheiro até problemas com a sogra, desde sexo até segurança. Convencer-se a emagrecer poderá ser um diálogo e existem técnicas para induzir seu subconsciente a fornecer a resposta. 

Uma regra de sabedoria popular sobre a longevidade diz que uma pessoa que tem 50 anos de idade, com excessivo peso corporal, tem 50% a menos de vida. 

Todo indivíduo com excesso de peso deve ser encarado sob o ponto de vista psicossomático (mente e estômago). Não se deve procurar a causa do excesso de apetite apenas no funcionamento do estômago e dos intestinos; deve-se também verificar os estados de depressão e de euforia. 

Extraído de:  PETRIE, Sidney e STONE, Robert B. Como Reduzir e Controlar o seu Peso Através da Auto-hipnose. Tradução de Gilda Knoplich. Revisão médica e prefácio do Dr. José Knoplich. São Paulo: Best Seller, 1966.

09 julho 2020

Curso de Meditação 24h

meditação é conjunto de práticas que visam focar a mente em um objeto, atividade ou pensamento, com o objetivo de alcançar um estado de clareza mental que traga mais lucidez e conforto.

No Curso de Meditação, você será introduzido a esta prática, suas técnicas, benefícios e as maneiras mais eficazes de começar a meditar dentro da sua casa, sem a necessidade de utilizar objetos especiais para este fim.

Eis os tópicos desenvolvidos neste curso:

Unidade 1 – Aspectos gerais da meditação
  • A origem da meditação
  • Estados da mente humana
  • O que é o estado meditativo?
  • Meditação nas religiões
Unidade 2 – Disciplina para meditar
  • Desenvolvendo a concentração
  • A importância da respiração
  • Ensinamentos milenares
  • Dicas e reflexões
Unidade 3 – Meditação na prática
  • Silêncio: esvaziando a mente
  • Música e meditação
  • Mantras
Unidade 4 – Dicas de meditação
  • Atenção com as distrações
  • Tipos de meditação
Unidade extra – Mindfulness e meditação no mundo contemporâneo
  • O que é mindfulness?
  • Mindfulness no dia a dia
  • Métodos de respiração
  • Meditação guiada
  • Encerramento

Para mais informações, acesse o Curso de Meditação no Site 24h 




11 março 2020

5 Passos para Aprender Qualquer Assunto

"Se você não consegue explicar algo de forma simples, então você não entendeu o assunto." (Richard Feynman, prêmio Nobel de Física em 1965)

Seu princípio básico é a verdade. Dizia: "Nunca se autoengane, você é a pessoa mais fácil do mundo que pode enganar." O que eu realmente sei? O que com certeza eu não sei? Sua honestidade intelectual obrigava-o a ir a fundo em tudo que o interessava.

Os 5 Passos

Passo n.º 1  Escolha um assunto que quer entender e comece a estudá-lo. Busque o máximo de conteúdo disponível [vídeo, livro, internet...]. Depois, escreva em uma página em branco, em tópicos, tudo o que estiver aprendendo sobre o assunto, e de preferência à mão, que é uma das formas (cientificamente comprovada) mais eficazes para assimilar o conteúdo.

Passo n.º 2  Finja ensinar o assunto aprendido para alguém. Organize as ideias em ordem lógica, com começo, meio e fim, e falando em voz alta para ajudar a reter o que se está falando, usando sempre termos muito simples, evitando ao máximo o uso de jargões técnicos, para facilitar o entendimento de quem ouve.

Passo n.º 3  Identifique suas falhas na explicação. Mapear as partes que se sentiu inseguro ou quando foi complexo demais. Faça uma marcação nos pontos da exposição que podem ser melhorados.

Passo nº 4  Corrija o conteúdo aprofundando o conhecimento e simplificando a explicação. Se for falha de conteúdo, volte ao passo , estude mais a fundo e reforce o aprendizado. Se for falha de complexidade excessiva, simplifique, resumindo por meio de analogias.

Passo n.º 5  Refaça todo processo quantas vezes for necessário.

As partes mais fundamentais da técnica Feynman é o uso de analogias. As analogias visuais ajudam a conexão com o nível de entendimento de quem ouve.É a forma mais simples de explicar um fenômeno desconhecido e complexo.

Não se iluda. Para conseguir simplificar, é necessário dominar o assunto, sendo fiel à teoria ou ao conteúdo a ser explicado

Usar as perguntas (o quê? Como? Por quê?) quantas vezes for necessário.

Vários benefícios

1) Você vai desenvolver sua capacidade de pensar criticamente.
2) Você tomará decisões mais assertivas e melhor embasadas.
3) Ao aprender a ensinar, você se se ensina a aprender.

Notas extraídas do vídeo: (https://youtu.be/TVHUs67kwRk)


08 outubro 2019

Origem dos Algarismos

Estamos sempre à procura das origens. Em se tratando dos algarismos, há algumas explicações que são fantasiosas. Eis algumas delas: 1) os formatos dos algarismos representam tantos ângulos (Ver figura) quanto o numeral deve indicar; 2) os formatos dos algarismos apresentam tantos segmentos (Ver figura) quanto o numeral deve indicar; 3) os numerais eram representados por pontos (Ver figura) que posteriormente teriam sido ligados dando origem aos nove sinais conhecidos.

Georges Ifran, em sua História Universal dos Algarismos, diz-nos que, em 4000 a.C., os primeiros algarismos da história foram inventados para substituir as pedras por objetos, fazendo-os corresponder a uma ordem de unidade de um sistema de numeração: um pauzinho simbolizava a unidade; uma bilha, a dezena; uma esfera, a centena. Na baixa Mesopotâmia, houve diferença de detalhes, pois a tradição era sexagesimal. Acrescenta que o homem orienta-se pelo seu corpo, conta com seus dedos. Além disso, foi universalmente ajudado por pedras, conchas, pauzinhos etc.

Em 2000 a.C., depois de as letras terem sido inventadas, poder-se-ia escrever números por meio delas. O sistema consistiu em atribuir às letras uma ordem: primeiro, os valores numéricos de 1 a 9 e depois, por dezenas, de 10 a 90 e em seguida por centenas etc. Os matemáticos da Grécia antiga racionalizaram a numeração no quadro do sistema decimal. O domínio mágico e divinatório preocupou-se com a soma dos valores das letras constitutivas de uma palavra. Exemplo: o número 26 tornou-se um número divino para os judeus. YAHWEH (Y + H + W + H = 10 + 5 + 6 + 5 = 26).

A jornalista Katharyne Bezerra diz que há mais 
de 30.000 anos, os homens da caverna sentiram a necessidade de contar objetos e suas conquistas. Para isso, usavam pedaço de madeira ou um osso, que servia para fazer traços. Para cada animal adquirido, um traço era adicionado. No final, tinha noção da soma dos animais conseguidos daquele dia. Depois de se tornar sedentário, tem necessidade de controlar os seus animais. A cada animal que saia pra pastar um pedra era colocada dentro de um saco; quando os animais voltavam, retirava as pedras do saco.

Os números hoje utilizados foram criados pelos indianos no século V na era cristã, mas só foram difundidos para todo mundo pelos árabes. Por essa razão, os algarismos ficaram conhecidos como indo-arábicos.