18 abril 2012

Cibridismo e Déficit de Atenção



Martha Gabriel, especialista em mídias sociais, fala muito do cibridismo, que é o estado de se estar on e off simultaneamente. 

A consequência imediata de estar plugado o tempo todo é o déficit de atenção, porque olhamos para muitas informações e temos dificuldade de fazer uma escolha sensata, escolha com profundidade.

Um exemplo de cibridismo: espalhar na internet a pesquisa do outro, sem fazer esforço algum para produzir conhecimento.  

Diferença e semelhança entre o oráculo e o buscador. Quando o oráculo fala, temos que interpretar, o que leva algum tempo. No buscador do Google, a resposta é imediata. Há casos em que o buscador responde antes de se perguntar.

Fonte:

Mídias Sociais, no Café Filosófico da TV cultura.
ver mais

13 abril 2012

Treinador de Aprendizagem pela Ação


O treinador de aprendizagem pela ação é o catalizador, o fator de sinergia, a cola que une os integrantes do grupo, a pessoa que aumenta a capacidade do grupo de aprender. Seu papel é facilitar o crescimento do grupo. Mantém o foco na aprendizagem e não no problema. Age como um espelho, permitindo que o grupo reflita sobre as dificuldades. 

Na falta do treinador, as perguntas reflexivas inexistem, o grupo acaba se concentrando na urgência e não na importância dos problemas. Com ele à testa do grupo, há um clima de aprendizado sem julgamentos, pois ele converge todas as ações para o processo e não especificamente na resolução dos problemas.  

O treinador nunca diz aos integrantes do grupo o que fazer. Através de perguntas ajuda a descobrir o que precisam fazer. Ele não ensina, mas procura criar uma atmosfera em que os integrantes possam aprender por si próprios. O papel do treinador não é corrigir nem criticar, mas aumentar a consciência do grupo sobre o que está acontecendo.

Perguntas: o modus operandi do treinador. Por que é importante perguntar? É por meio delas que faz o grupo refletir sobre o que deve ser aprendido. As perguntas são sempre mais poderosas e valiosas do que afirmações, quando desejamos que alguém considere uma  perspectiva diferente da nossa. As afirmações do treinador, ao contrário de perguntas, levarão as pessoas a se tornarem defensivas, desafiadoras ou dependentes dele.

Notas extraídas do livro de J. Michael Marquardt, O Poder da Aprendizagem pela Açao: Como Solucionar Problemas e Desenvolver Líderes em Tempo Real. Tradução de Anna Lobo, pela Senac Rio, 2005. 
ver mais