13 novembro 2008

PNL - Programação Neurolinguística

Richard Blandler - estudou matemática, computação e depois psicologia - e John Grindler - professor adjunto de lingüística, com interesse pela psicologia - são os co-fundadores da PNL.

As pressuposições básicas do PNL são: a) “o fracasso não existe, o que existe é o feedback (realimentação)”; b) o “significado da minha comunicação é a resposta que eu obtenho”. Estas teses, difíceis serem compreendidas, à primeira abordagem, tornam-se mais amenas conforme o adepto for tomando conhecimento de todo o processo proposto pelos lideres da PNL.
Pesquisas com relação à crítica mostram-nos: a) cerca de 70% das pessoas reagem às críticas sentindo-se terrivelmente mal; b) cerca de 20% reagem às críticas, simplesmente rejeitando-as; c) cerca de 10% recebem as críticas, sem se sentir mal. De acordo com a PNL, o problema está na administração do feedback. As pessoas que receberam as críticas, sem se sentir mal, são aquelas que conseguiram também refletir se a crítica continha algum tipo de feedback útil e usá-lo para modificar o seu comportamento.
ver mais

A Enciclopédia WIKI

O co-fundador da Wikipedia, Jimmy Wales, apresentou suas criações na ExpoManagement 2008. Em sua palestra, disse: “Queremos disponibilizar acesso ao conhecimento para todos os povos do planeta”. Esta é a motivação básica que levou ao surgimento da Wikipédia.

Jimmy Wales explica que o ambiente wiki é o “melhor meio de promover calmos e construtivos debates”. Para o especialista, a grande força da Wikipedia é a neutralidade e a moderação. “Os resultados da tecnologia mostram que está errada a idéia que as pessoas se motivam por interesses próprios.” Uma empresa pode criar um ambiente wiki entre os seus funcionários.

O criador da Wikipedia revela metas ambiciosas: “queremos que cada ser humano do planeta possa ter acesso a esse conhecimento em sua própria língua”.

O êxito da Wikipedia sinaliza uma revolução social e cultural em pleno curso. “Criamos uma marca global com “verba zero” de marketing, ou seja, a Wikipedia tornou-se o quarto site mais popular do mundo apenas pelo boca-a-boca”, diz Wales. Para ele, os profissionais de marketing têm de repensar conceitos: “Hoje, em lugar de focar em atingir o maior número de pessoas, uma campanha, para ser bem-sucedida, deveria alcançar um número cada vez maior de pessoas que passem mensagens adiante”.
Fonte: Portal HSM On-line11/11/2008
ver mais

Inovação não é Brainstorming

De acordo com Luis Felipe Cortoni, sócio-diretor da LCZ Desenvolvimento de Pessoas e Organizações, “deve-se conscientizar pessoas de que podem e devem ajudar a olhar a empresa, seus processos e produtos, com olhos criativos e livres”. A inovação não é um simples brainstorming.

Para os especialistas em criatividade, é preferível incentivar as “sinapses livres” a simplesmente liberar a imaginação criativa das pessoas. Para que as sinapses livres ocorram, as empresas precisam investir nas pessoas e nas suas relações internas.

Os gestores e as áreas de Recursos Humanos das instituições são fundamentais para o aperfeiçoamento das "sinapses livres". Os gestores devem reconhecer e incentivar os talentos; os Recursos Humanos, pelo seu turno, devem desenvolver a competência e a consciência para a inovação.

Fonte: Portal HSM On-line15/10/2008
ver mais